quarta-feira, 13 de julho de 2011

Óculos falsos e sem proteção UVB e UVA prejudica a vista, veja por que!


Usar óculos de sol de baixa qualidade é pior do que expor os olhos ao sol sem proteções alguma segundo oftalmologistas. As lentes escurecidas fazem com que a pupila se dilate, em vez de se contrair diante da claridade, o que aumenta a penetração dos raios solares. Em longo prazo, a radiação aumenta o risco de catarata e degeneração macular.


Estrutura do Globo Ocular
 
Comprar um produto com proteção garantida contra raios UVA e UVB nem sempre é fácil, já que o mercado de óculos piratas ou contrabandeados representa 40% das vendas no setor. E a culpa não é só dos camelôs: 58% dos comerciantes ouvidos em uma pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria Óptica confirmam que existe ilegalidade entre as lojas.
Como preço alto nem sempre é garantia de qualidade, o ideal é seguir as dicas dos médicos. Em primeiro lugar, é preciso exigir a certificação NBR ISO 15111 e adquirir o produto em óticas idôneas. Algumas delas têm o aparelho que mede a proteção UV, chamado espectrofotômetro. "Mas o teste tem de ser realizado com critérios e muitas vezes podem dar falso positivo ou negativo", avisa o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Rio de Janeiro. Na dúvida, leve os óculos para o seu especialista, que geralmente tem o equipamento no consultório.
Acha que é trabalho demais para comprar um simples óculos de sol? Então apele para chapéus e viseiras. Como ressalta Queiroz Neto, em entrevista ao UOL Ciência e Saúde, os casos de catarata crescem 20% ao ano no Brasil e a doença responde por quase metade dos casos de cegueira no mundo, segundo a OMS. O médico também lembra que óculos de grau, com lentes transparentes, também devem ter algum nível de proteção UV, para proteger os olhos de luzes fluorescentes e da tela do computador.


Pupila Dilatada

Pupila Contraída


Fonte: Extração de dados do site gazetaweb.globo.com
 
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário